Javafree
Página Inicial do Fórum > Scala, Grails, JRuby

Groovy: Alguém usa?



Criar novo tópico   Responder tópico


  1. vfpamp
    Posts:6098


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Alguém, por um acaso, já estudou o Groovy para aumentar a produtividade?

    []s
    _________________



  1. pcalcado
    Posts:146


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Eu
    _________________

    Phillip Calçado "Shoes"
    http://www.fragmental.com.br



  1. pcalcado
    Posts:146


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Eu, mas preferi Ruby se for rpa desenvovler algo simples
    _________________

    Phillip Calçado "Shoes"
    http://www.fragmental.com.br



  1. vfpamp
    Posts:6098


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    [quote="pcalcado"]Eu, mas preferi Ruby se for rpa desenvovler algo simples



    OK, mas Ruby não é Java, certo?

    Como foi o resultado? Sempre que olhei alguns códigos do groovy eles me pareceram não muito legíveis, isso é fato, ou basta se acostumar?


    _________________



  1. pcalcado
    Posts:146


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    [quote="vfpamp"]
    OK, mas Ruby não é Java, certo?



    Logo...?

    [quote="vfpamp"]
    Como foi o resultado? Sempre que olhei alguns códigos do groovy eles me pareceram não muito legíveis, isso é fato, ou basta se acostumar?



    Coisa de costume. A lignuagem é muito elgal apra script, fiz umas experiências com worflow e testes, acho que usaria para um ambiente altamente dinamico, mas teria que fazer muita coisa na mão. Nunca vi um framework ou cosia do tipo para realmente usar Groovy num sistema de verdade com amplo suporte, recarregamento automatico, etc.

    E com javaScript embutida no mustang, não sei qual será o futuro desta linguagem.
    _________________

    Phillip Calçado "Shoes"
    http://www.fragmental.com.br



  1. ronaldtm
    Posts:2317


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Eu estava acompanhando a lista do groovy, até que encheu o saco e parei. Depois, quando estava dando uma olhada no Ruby, vi de onde eles tiraram todas as idéias 'inovadoras' do Groovy. Digo, ele é praticamente um Java-like Ruby, ou Ruby-like Java... whatever.

    [quote="pcalcado"][quote="vfpamp"]
    OK, mas Ruby não é Java, certo?



    Logo...?



    Logo pode ser mais complicado reaproveitar coisas, interoperar, etc. A grande vantagem do Groovy é poder acessar classes Java e compilar código groovy para bytecodes, e usá-lo como classes Java comuns.

    [quote="pcalcado"][quote="vfpamp"]
    Como foi o resultado? Sempre que olhei alguns códigos do groovy eles me pareceram não muito legíveis, isso é fato, ou basta se acostumar?



    Coisa de costume. A lignuagem é muito elgal apra script, fiz umas experiências com worflow e testes, acho que usaria para um ambiente altamente dinamico, mas teria que fazer muita coisa na mão. Nunca vi um framework ou cosia do tipo para realmente usar Groovy num sistema de verdade com amplo suporte, recarregamento automatico, etc.



    Bom, começaram um projeto para implementar um equivalente ao Ruby on Rails em Groovy, o Grails, só não sei se isso vai pra frente mesmo.

    Eu não acompanho a lista já faz tempo, mas na época o projeto estava meio 'perdido', travado em umas questões do tipo 'ter ou não ter ponto-e-vírgulas' e com uma implementação porca. Mas isso pode ser mal de início de projeto, eles iam passar por uma fase de reestruturação, adequação à JSR, etc. Talvez a situação esteja melhor hoje em dia.
    _________________

    In fact, people who study design methods without also practicing design are almost always frustrated designers who have no sap in them, who have lost, or never had, the urge to shape things. Such a person will never be able to say anything sensible about "how" to shape things either. (Christopher Alexander)



  1. ronaldtm
    Posts:2317


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Muitos anos depois...

    [quote="ronaldtm"]Eu estava acompanhando a lista do groovy, até que encheu o saco e parei.



    [quote="ronaldtm"]Bom, começaram um projeto para implementar um equivalente ao Ruby on Rails em Groovy, o Grails, só não sei se isso vai pra frente mesmo.



    [quote="ronaldtm"]Eu não acompanho a lista já faz tempo, mas na época o projeto estava meio 'perdido', travado em umas questões do tipo 'ter ou não ter ponto-e-vírgulas' e com uma implementação porca. Mas isso pode ser mal de início de projeto, eles iam passar por uma fase de reestruturação, adequação à JSR, etc. Talvez a situação esteja melhor hoje em dia.



    Bem, o Groovy encontrou uma empresa patrocinadora e desenvolvedores comprometidos, e finalmente foi pra frente. Grails também evoluiu bastante, conduzido pela mesma empresa. Esta foi comprada pela SpringSource (empresa por trás do Spring), o que só reforçou a seriedade do projeto.

    Ainda não uso, e não conheço nenhum uso do Groovy ou do Grails em aplicações 'reais'. Porém eu o uso bastante como linguagem script, já que eu já esqueci Perl e não tenho saco pra aprender Ruby. E ela tem me servido muito bem, já que eu posso usar as classes Java (não preciso aprender uma API totalmente nova) acrescidas do alto poder expressivo que a linguagem oferece (closures, dinamismo, syntax sugar, etc.).

    Se eu trabalhasse com sites (e não aplicações corporativas), com certeza o consideraria.
    _________________

    In fact, people who study design methods without also practicing design are almost always frustrated designers who have no sap in them, who have lost, or never had, the urge to shape things. Such a person will never be able to say anything sensible about "how" to shape things either. (Christopher Alexander)



  1. jack_-_ganzha
    Posts:4191


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    Ronald,

    A empresa para a qual trabalho tem um projeto usando Grails. A maior parte dos problemas veio de aprender Groovy (ao invés de escrever código Java em Groovy), falta de ferramentas (não que eu ache que seja preciso mais do que o gedit) e o suporte a testes que ainda precisa melhorar um bocado. Também já usei Groovy em outro projeto real com entradas que precisavam ser interpretadas em um dado contexto. Uso bem especifico, mas caiu como uma luva (cheguei a flertar com ognl e mvel).

    De qualquer modo, sempre achei o time do jruby mais... sério. Só sentimento mesmo, nenhum embasamento. Espero que isso mude com a aquisição pela SpringSource.

    valeuz...
    _________________

    Marcos Silva Pereira

  1. Comment Arrow

    Publicado em: 09/04/2009 23:18:44

    estamos usando no meu Trabalho para construir um sistema de newsletter!

    Achei bem mais produtivo que o JSF, por exemplo, para sistemas simples!
    Estamos pensando em construir uma intranet em Grails!!

    flw!



  1. grassi
    Posts:4


    Comment Arrow

    Publicado em: 22/04/2009 00:51:32

    Como entusiasta dessa nova linguagem para a plataforma Java vou escrever aqui algumas considerações aqui do pouco que eu sei ainda...

    Apesar do Groovy ter essa característica de ser uma linguagem dinâmica, ele é executado sobre a JVM compilado, em bytecode, como qualquer outra classe Java. Não vou entrar no mérito aqui mas se procurarem nos Google da vida por benchmark de linguagens dinâmicas que rodam na JVM verão que a melhor delas é Groovy, a seguir Scala e então JRuby. E dependendo do bm, a diferença de Groovy para JRuby é considerável. Ainda não encontrei bm comparando Groovy com Ruby rodando fora da JVM.

    Quem usa?
    Bom, atualmente talvez a maior aplicação/exemplo de uso do Grails seja feita pelo pessoal do LinkedIn que tem sua parte comercial destinada a empresas e usuários 'top' toda feita em Grails. É um baita case:
    http://www.slideshare.net/glaforge/grails-at-linkedin-455651

    A rede de TV SKY inglesa (acho que é a mesma daqui...) vem refazendo seu portal todo em Grails, e não parece ser pouca m..., dizem eles ter mais de 186 milhões de page views/mês. Vejam a partir do slide 26 aqui:
    http://www.slideshare.net/glaforge/groovy-in-the-enterprise-case-studies-tssjs-prague-2008-guillaume-laforge-presentation
    Nessa mesma apresentação tem outros exemplos de uso interessantes feitos por empresas e orgãos governamentais com o Ministério da Justiça da França e um que achei interessante que é o de um banco americano (Omaha).

    A linguagem Groovy ganhou o prêmio JAX 2007, que em 2006 havia premiado o Spring como melhor tecnologia Java.
    http://jax-award.de

    Oracle ADF 11g permite utilizar Groovy como por exemplo para escrever regras de validações, transformação de dados, etc.
    http://www.oracle.com/technology/oramag/oracle/07-nov/o67frame.html

    Até mesmo a SAP tem um de seus produtos, o Composition, com um 'sabor' Grails:
    https://www.sdn.sap.com/irj/scn/wiki?path=/display/Community/Composition+on+Grails

    Quem daqui já mexeu com JBoss Seam também deve ter visto classes Groovy usadas nos POJOs das app demos.

    Poderia citar mais uma série de exemplos de uso de Groovy e Grails mas prefiri ficar nessas 'empresinhas' ...

    O interessante do Groovy é que para quem vem do Java a tal da curva de aprendizado é quase zero, o que não ocorre com o Ruby, na minha humilde opinião. (PS: longe de mim começar um flameware Ruby x Groovy!). Utilizar código Groovy dentro de Java e vice-versa é trivial. Na última versão do Groovy 1.1 ainda tem um 'joint compiler' que permite compilar os dois de uma vez só.

    Uma maneira interessante de se olhar para o Groovy seria pensar na que na linguagem Java com uso massivo de interceptação de qualquer tipo de chamada, reflexão e a API de Collections nativa, isso resume bastante o que é Groovy em relação à Java.

    Sem contar que algumas features do Groovy estarão no Java 7 (pena deixarem as closures de fora...).

    No caso do Grails pensem no fato de que na real ele nada mais é do que tudo isso que a maioria hoje aí está usando; Spring+Hibernate, mas ao invés de Java, Groovy. Ou seja, pode ser aproveitado todo o conhecimento adquirido por uma empresa/equipe ao utilizar o Grails, com a vantagem que estes frameworks trazem como escalabilidade, performance, transações, interop de BDs, e tal. Sem contar que utilizando o Grails como framework base para as aplicações web da tua empresa estarás debaixo do guarda-chuva do SpringSource e Codehaus e não daquele semi-deus-Jedi-arquiteto de 20 e poucos anos que fez um framework web utilizando essas mesmas coisas numa madrugada qualquer.

    Só para terminar, recentemente fiz um site demo para um cliente (ainda não está hospedado, sorry!), utilizando SpringSecutirity, YahooUI, multi-idiomas, multi-banco, etc e tal, tudo via plugins do Grails, em pouco mais de 4 horas. A produtividade é fora de série, mas aconselho aos iniciantes no Grails a gastarem umas horas (ok, 1 dia) estudando o Groovy.

    Espero ter dado uma luz pra galera (PS: sou estreante aqui nesse fórum!).
    Buenas,
    Vicente
    _________________

    Sport Club Internacional, Campeão de TUDO, 100 anos de glórias!



  1. maluquinho
    Posts:23


    Comment Arrow

    Publicado em: 22/04/2009 11:11:56

    [quote="vfpamp"]Alguém, por um acaso, já estudou o Groovy para aumentar a produtividade?

    []s



    Uzamus na impresa que trabalhu o grrovy e o grails tamben, istamus disenvolvento un sistema corporativu.



  1. rael_gc
    Posts:2


    Comment Arrow

    Publicado em: 08/06/2009 11:40:56

    grassi, procurei no Google e o que achei foi exatamente o contrário: Scala tem desempenho BEM melhor que Groovy: http://shootout.alioth.debian.org/gp4/benchmark.php?test=all&lang=groovy&lang2=scala&box=1 e http://dmy999.com/article/26/scala-vs-groovy-static-typing-is-key-to-performance

    Pela natureza funcional de Scala, que permite que boa parte do código rode em paralelo automaticamente sem race conditions, o código muitas vezes chega a ser mais rápido que código Java sem otimização - o Osvaldo Duoderlein, atual editor da Java Magazine já publicou vários artigos na revista sobre programação funcional e paralelismo.

    Não que isso tire o mérito de Groovy, ao meu ver, ele é bem mais fácil pra quem já conhece Java ou OO (Scala é linguagem funcional).

    Se eu fosse optar por uma delas, seria o Groovy, sem dúvida. O desempenho tem melhorado muito, e acredito que dificilmente será impedimento para alguém usar. A documentação é razoável, o Netbeans já tem plugins e os tutoriais estão se espalhando pela web. Scala, pelo contrário, não é agradável pra quem não está acostumado com programação funcional, os tutoriais são poucos e confusos, e nenhuma IDE "grande" ainda oferece suporte.

    A não ser que precisasse escrever algo puramente matemático, como cálculos pesados, etc, aí Scala seria uma boa opção.

    [quote="grassi"]Como entusiasta dessa nova linguagem para a plataforma Java vou escrever aqui algumas considerações aqui do pouco que eu sei ainda...

    Apesar do Groovy ter essa característica de ser uma linguagem dinâmica, ele é executado sobre a JVM compilado, em bytecode, como qualquer outra classe Java. Não vou entrar no mérito aqui mas se procurarem nos Google da vida por benchmark de linguagens dinâmicas que rodam na JVM verão que a melhor delas é Groovy, a seguir Scala e então JRuby. E dependendo do bm, a diferença de Groovy para JRuby é considerável. Ainda não encontrei bm comparando Groovy com Ruby rodando fora da JVM.

    Quem usa?
    Bom, atualmente talvez a maior aplicação/exemplo de uso do Grails seja feita pelo pessoal do LinkedIn que tem sua parte comercial destinada a empresas e usuários 'top' toda feita em Grails. É um baita case:
    http://www.slideshare.net/glaforge/grails-at-linkedin-455651

    A rede de TV SKY inglesa (acho que é a mesma daqui...) vem refazendo seu portal todo em Grails, e não parece ser pouca m..., dizem eles ter mais de 186 milhões de page views/mês. Vejam a partir do slide 26 aqui:
    http://www.slideshare.net/glaforge/groovy-in-the-enterprise-case-studies-tssjs-prague-2008-guillaume-laforge-presentation
    Nessa mesma apresentação tem outros exemplos de uso interessantes feitos por empresas e orgãos governamentais com o Ministério da Justiça da França e um que achei interessante que é o de um banco americano (Omaha).

    A linguagem Groovy ganhou o prêmio JAX 2007, que em 2006 havia premiado o Spring como melhor tecnologia Java.
    http://jax-award.de

    Oracle ADF 11g permite utilizar Groovy como por exemplo para escrever regras de validações, transformação de dados, etc.
    http://www.oracle.com/technology/oramag/oracle/07-nov/o67frame.html

    Até mesmo a SAP tem um de seus produtos, o Composition, com um 'sabor' Grails:
    https://www.sdn.sap.com/irj/scn/wiki?path=/display/Community/Composition+on+Grails

    Quem daqui já mexeu com JBoss Seam também deve ter visto classes Groovy usadas nos POJOs das app demos.

    Poderia citar mais uma série de exemplos de uso de Groovy e Grails mas prefiri ficar nessas 'empresinhas' ...

    O interessante do Groovy é que para quem vem do Java a tal da curva de aprendizado é quase zero, o que não ocorre com o Ruby, na minha humilde opinião. (PS: longe de mim começar um flameware Ruby x Groovy!). Utilizar código Groovy dentro de Java e vice-versa é trivial. Na última versão do Groovy 1.1 ainda tem um 'joint compiler' que permite compilar os dois de uma vez só.

    Uma maneira interessante de se olhar para o Groovy seria pensar na que na linguagem Java com uso massivo de interceptação de qualquer tipo de chamada, reflexão e a API de Collections nativa, isso resume bastante o que é Groovy em relação à Java.

    Sem contar que algumas features do Groovy estarão no Java 7 (pena deixarem as closures de fora...).

    No caso do Grails pensem no fato de que na real ele nada mais é do que tudo isso que a maioria hoje aí está usando; Spring+Hibernate, mas ao invés de Java, Groovy. Ou seja, pode ser aproveitado todo o conhecimento adquirido por uma empresa/equipe ao utilizar o Grails, com a vantagem que estes frameworks trazem como escalabilidade, performance, transações, interop de BDs, e tal. Sem contar que utilizando o Grails como framework base para as aplicações web da tua empresa estarás debaixo do guarda-chuva do SpringSource e Codehaus e não daquele semi-deus-Jedi-arquiteto de 20 e poucos anos que fez um framework web utilizando essas mesmas coisas numa madrugada qualquer.

    Só para terminar, recentemente fiz um site demo para um cliente (ainda não está hospedado, sorry!), utilizando SpringSecutirity, YahooUI, multi-idiomas, multi-banco, etc e tal, tudo via plugins do Grails, em pouco mais de 4 horas. A produtividade é fora de série, mas aconselho aos iniciantes no Grails a gastarem umas horas (ok, 1 dia) estudando o Groovy.

    Espero ter dado uma luz pra galera (PS: sou estreante aqui nesse fórum!).
    Buenas,
    Vicente


    _________________

    http://www.raelcunha.com



  1. jesuino
    Posts:1964


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/07/2009 22:17:56

    Olhem esta notícia que tem muito a ver com isso:

    http://www.javafree.org/noticia/4127/#277
    _________________

    William Antônio Siqueira
    Siga-me no Twitter - Tudo sobre JavaFX e um pouco mais
    Aprendendo JavaFX
    Aprendendo JavaEE
    Curta: Aprendendo Java



  1. treloso
    Posts:46


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/07/2009 22:22:26

    Na edição deste mês da JAVA MAGAZINE, tem uma ótima matéria sobre Groovy, vale a pena dar uma lida!
    _________________



  1. rael_gc
    Posts:2


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/07/2009 22:38:58

    Ainda citando o link postado pelo amigo acima (coincidentemente eu li o post original do Strachan ontem) e colocando mais lenha na fogueira: o Strachan (como vocês sabem, o criador do Groovy) também disse no Java Lobby que se conhecesse na época Scala, não teria criado o Groovy: http://java.dzone.com/articles/scala-long-term-replacement

    Ou será que é apenas dor de cotovelo agora que o projeto está nas mãos da SpringSource? Os caras não são fracos, e como muitos já disseram aqui, Groovy é muito mais fácil pra quem vem do mundo Java.
    _________________

    http://www.raelcunha.com



  1. jesuino
    Posts:1964


    Comment Arrow

    Publicado em: 09/07/2009 22:50:49

    Bem, eu repito o que eu comentei na matéria, se for para usar algo como Scala, uso algo como Python. Entrei no site do Scala, de cara nada me fez interessar, tipo: "Nossa, realmente isso me impressiona"... Mas é claro que isso é só uma opinião , talvez mude em breve se eu conhecer melhor escala.
    Sobre o Gráfico que postou lá em cima, eu vi fazem meses hehehe, isso realmente me impressionou!
    E me assustei com o Groovy


    Comenta lá na notícia como um evangelista Scala Brasileiro, você também Treloso!
    _________________

    William Antônio Siqueira
    Siga-me no Twitter - Tudo sobre JavaFX e um pouco mais
    Aprendendo JavaFX
    Aprendendo JavaEE
    Curta: Aprendendo Java



  1. grassi
    Posts:4


    Comment Arrow

    Publicado em: 10/07/2009 23:33:44

    É rael_gc, realmente o Scala tem um desempenho melhor visto o que tem dito por aí os blogs dos gringos com dinheiro (digo, tempo!), ainda não rodei BM nenhum mas acredito visto que o pouco que li num 'pdf' sobre o Scala, é que o parser dele pra bytecode faz uso massivo de threads e principalmente tudo que é bom e novo introduzido com a nova API de concurrency do Java 5. Esse, pelo que entendi, seria o 'segredo' do Scala. Fora isso, no artigo supracitado é dito que um dos criadores do Scala era chegado num dos Mestres Jedi da computação, o velho Niklaus Wirth. Deem uma olhada num snippet de Scala e sintam o cheiro velho do Pascal em algumas coisas.

    Opinião de cada um... mas visto que a plataforma (e a linguagem) Java foi feita sobre o paradigma OO, trazendo coisas lá do C++ e tal, eu prefiro usar ela com linguagens que se aproximem do paradigma OO. Se é pra programar funcional volto pro PL/SQL, para o Pascal mesmo, ou, se objetivar desempenho pra cálculos como falaram acima, daí é Fortran rodando em plataforma alta e era isso. (Ok, agora é esperar os ataques!)

    Aos que ainda não conheçem o Groovy/Ruby aconselho mais ou menos o seguinte; se você é javeiro, Groovy, else, Ruby. Pura e simplesmente pela curva de aprendizagem da sintaxe (ok, se tu não sabe nada, algoritmos com Pascal é um caminho!). No fim das contas é quase tudo meio igual. Mas o que pesou muito na minha escolha pelo Groovy foi isso de compatibilidade direta com o Java e pela quantidade gigantesca de APIs e frameworks diversos que existe em Java. Estou lá fazendo meu sistema e achei a parte de Date&Time do Groovy uma m... (e é visto que vem do Java!). Daí é trivial enfiar um JodaTime (vide JSR-130) da vida na minha aplicação Groovy. Não que isso não seja em Ruby, mas como eu falei a sintaxe do Groovy é 'quase' Java, daí que pra manutenções futuras, debugs, etc fica mais fácil se tu estiver pensando, fazendo uma analogia com idiomas, em português e espanhol do que em português e francês(Ruby...).

    Quanto ao Grails... Quem daqui não conhecesse a tríade Java+Spring+Hibernate levanta o mouse?!?!?!! Ok, agora troca o Java acima por Groovy. Feito. Grails. Em resumo é isso. E isso é praticamente o feijão-com-arroz do mercado JEE hoje, é martelo batido, o que destoa um pouco é quem usa um stack mais JEE puro (existe?), com JSF+EJB ou algo assim. Daí que alguns dos que juntam essa tríade dizem ter criado uma arquitetura. Ok, e até concordo que seja chamado assim. Mas o que você prefere? A arquitetura que um nerd fez sozinho em 5 dias e só ele sabe ou um framework com vários mantenedores, uma bibliografia razoável disponível, a tal blogsfera, e que agora está debaixo do guarda-chuva da SpringSource? Foi lançada versão nova do Grails? E agora? Simples, vai no shell na pasta da tua aplicação e dá um 'grails upgrade'. Atualizada! E na tal arquitetura? Aloca o cidadão pra atualizar 23 jar, recompilar o kernel do Linux de trás pra frente, uma Ave-Maria, etc. Não que eu ache ruim usar a tal arquitetura com Java, e de fato uso todo dia e funciona. Mas demora. E se em algum lugar tempo é dinheiro pesa bastante (olha a pressão!) esse lugar é na TI.

    Quem precisa de algo produtivo no mundo client-server aconselho a dar uma olhada no Griffon, que se propõe a fazer o que o Grails faz mas para o desktop, cirando uma abstração sobre o Swing.

    Pra encerrar eu gostaria de dizer que é meio complicado para nós, aqui, do Brasil, remarmos contra a maré. Falando especificamente do mundo Java, Groovy está começando a bombar lá fora. Vejam o que diz este senhor que esteve no J1 2009:

    http://dave-klein.blogspot.com/2009/06/groovy-buzz-at-javaone.html

    Façam suas apostas!

    Desculpem se ficou longo, mas resolvi escrever tudo de uma vez só, ufa.

    Buenas.
    _________________

    Sport Club Internacional, Campeão de TUDO, 100 anos de glórias!



  1. jesuino
    Posts:1964


    Comment Arrow

    Publicado em: 11/07/2009 00:16:39

    Ow Grassi, li inteira a sua resposta, vou apostar em Groovy com base em sua resposta e no que tenho lido! Quando digo apostar é estudar durante as férias, isso e JSF(ai fora tão falando que JSF é um fracasso, mas todo mundo adere ao negócio ).
    Quanto ao que vi de Scala, repito, prefiro usar Python, além da velocidade.
    O que vi de Grails, o Gettin Started, aplicativo inicial, meu, aquilo é do mal!


    Só não concordei com uma coisa:
    [quote="Grassi"]
    Aos que ainda não conheçem o Groovy/Ruby aconselho mais ou menos o seguinte; se você é javeiro, Groovy, else, Ruby. Pura e simplesmente pela curva de aprendizagem da sintaxe (ok, se tu não sabe nada, algoritmos com Pascal é um caminho!).



    Algoritmos em C é o caminho

    Vlw pela boa discussão!
    _________________

    William Antônio Siqueira
    Siga-me no Twitter - Tudo sobre JavaFX e um pouco mais
    Aprendendo JavaFX
    Aprendendo JavaEE
    Curta: Aprendendo Java



  1. daltoncamargo
    Posts:8900


    Comment Arrow

    Publicado em: 11/07/2009 12:44:19

    [quote="jesuino"]Ow Grassi, li inteira a sua resposta, vou apostar em Groovy com base em sua resposta e no que tenho lido! Quando digo apostar é estudar durante as férias, isso e JSF(ai fora tão falando que JSF é um fracasso, mas todo mundo adere ao negócio ).
    Quanto ao que vi de Scala, repito, prefiro usar Python, além da velocidade.
    O que vi de Grails, o Gettin Started, aplicativo inicial, meu, aquilo é do mal!


    Só não concordei com uma coisa:
    [quote="Grassi"]
    Aos que ainda não conheçem o Groovy/Ruby aconselho mais ou menos o seguinte; se você é javeiro, Groovy, else, Ruby. Pura e simplesmente pela curva de aprendizagem da sintaxe (ok, se tu não sabe nada, algoritmos com Pascal é um caminho!).



    Algoritmos em C é o caminho

    Vlw pela boa discussão!



    JSF não é um fracasso, mas como toda tecnologia nova, ele precisava amadurecer, tanto que o JSF 2.0 está estupidamente fantástico (e vejam quem está dizendo, eu que sempre detestei JSF). Concordo com tudo que o Vicente falou no tópico acima, principalmente sobre a manutenção das novas versões do framework em questão. O mundo java é muito complexo para os iniciantes, não há espaço para aventurar-se em novas descobertas, as vezes manter algo simples ainda é a melhor opção para muitas empresas, mas o barato e simples, as vezes sai caro, e uma posição de arquitetura hoje em dia é banalizada por ditos arquitetos que interpretam de maneira errada a real posição de uma proposta de componente ou api.
    Acredito que cada caso é um caso, Grails/Groovy deve fazer parte de um framework de uma empresa, mas não deve ser O FRAMEWORK, ele tem um propósito bem focado, atender rapidamente aplicações crud (isso geraria uma boa discussão, mas caso venhamos a tirar o Hibernate e jogar um serviço rest para acessar uma cada de persistência, porque usarmos Grails então? O poderil dele estaria resumido ao mapeamento view/controller).
    Tenho dado uma boa estudada no Jboss Seam, ele é fantástico também, mas no meu ponto de vista, um pouco mais complexo e trabalhoso que os frameworks "Get Things Done", porém existem aplicações web e aplicações empresariais, descubra qual será o framework mais adequado para você, se você é arquiteto, você é pago para atender a necessidade da sua empresa e tornar o negócio rentável e eficiente, não apenas atender a um egocentrismo pessoal e fazer do seu cliente uma cobaia.



  1. ebarros
    Posts:2382


    Comment Arrow

    Publicado em: 13/07/2009 12:04:26

    [quote="daltoncamargo"]
    JSF não é um fracasso, mas como toda tecnologia nova, ele precisava amadurecer, tanto que o JSF 2.0 está estupidamente fantástico (e vejam quem está dizendo, eu que sempre detestei JSF).



    Eu te falei que você ia mudar de idéia, vai cuspir pra cima vai.



  1. jesuino
    Posts:1964


    Comment Arrow

    Publicado em: 13/07/2009 12:17:32


    Ow Grassi, li inteira a sua resposta, vou apostar em Groovy com base em sua resposta e no que tenho lido! Quando digo apostar é estudar durante as férias, isso e JSF(ai fora tão falando que JSF é um fracasso, mas todo mundo adere ao negócio ).



    Lembrando que essa não é minha opinião. Não tenho tanto de estrada em WEB para sair falando essas coisas

    Isso é o que eu leio em blogs e fóruns por ai. Mas o pessoa fica falando e falando e JSF vai crescendo, assim como outras tecnologias. Ano passado falou-se muito de Python também...

    Sei lá, só vou estudando por aqui, essa é a vida de Nerd .
    _________________

    William Antônio Siqueira
    Siga-me no Twitter - Tudo sobre JavaFX e um pouco mais
    Aprendendo JavaFX
    Aprendendo JavaEE
    Curta: Aprendendo Java



  1. ebarros
    Posts:2382


    Comment Arrow

    Publicado em: 13/07/2009 12:36:37

    Jesuino. É fácil falar quando não está mexendo com a coisa, quando o povo não mete a mão na massa, ai aparece um que male má mexeu com a tecnologia e encontrou dificuldades de se adaptar com uma nova ferramenta de trabalho ou porque talvez seja simplesmente um fracassado que com a primeira dificuldade desiste de ir em frente e prefere sair falando mal por ai em blogs, ai aparece esse povo que nunca mexeu com nada para falar mal também sendo que nem conhece da coisa apenas ouviu falar daquilo que não teve a oportunidade de descobrir a fundo para saber se é bom ou ruim, se é melhor ou pior. Caroço tem muito por ai para criticar, agora profissionais que se interessam em utilizar as novas tecnologias e tentar abstrair o poder de cada uma delas, isso ainda falta.



  1. jesuino
    Posts:1964


    Comment Arrow

    Publicado em: 13/07/2009 12:46:14

    Barros, Concordo com você, por isso digo que vou estudando.
    Uma tecnologia que experimentei alguns concorrentes e que acho que está sendo injustiçada é JavaFX, foi inclusive aqui um dos lugares que vi falando mal de JSF, além de blogs por ai.

    Como falei, vou estudando e experimentando!


    Pelo menos o meu livro do Deitel fala um pouco de cada coisa para mim "experimentar", e o JavaFree tem tutorial de tudo quer coisa relacionada a Java .
    _________________

    William Antônio Siqueira
    Siga-me no Twitter - Tudo sobre JavaFX e um pouco mais
    Aprendendo JavaFX
    Aprendendo JavaEE
    Curta: Aprendendo Java



  1. gdr1
    Posts:1


    Comment Arrow

    Publicado em: 19/07/2011 11:13:59

    Resumindo:
    No mundo Java ou Java-like existe uma variedade tão grande de tecnologias / frameworks do tipo Spring / JSF / Grails / Groovy / JRuby / Ruby / Scala / JSP / Servlets / RoR / telas em JSP / telas em XSL / Hibernate / JavaFX / Swing / EJB / que ninguém sabe ao certo o que usar / o que estudar e aí acho que a maioria vai pelo caminho mais simples, fazendo tudo em classes Java mesmo, o que é barbaramente trabalhoso.

    _________________

    Desenvolvedor Delphi, PHP, Java.



  1. sekkuar
    Posts:5998


    Comment Arrow

    Publicado em: 19/07/2011 11:35:41

    o seu resumo chegou só 2 anos atrasado.

    Mas beleza, valeu pelo esforço
    _________________

    Sekkuar ~ Ex-Catador Executivo do Javafree - (Não mais) Catando os tópico tudo.
    "The mod javafree deserves, but not the one it needs right now."

    Stack Traces existem pra ajudar e não para trazer uma mensagem de satã dizendo que seu computador será destruído.


    Peça seu Código Pronto para o seu Dever de Casa aqui
    You acknowledge that this software is not designed, licensed or intended for use in the design, construction, operation or maintenance of any nuclear facility.



  1. Relacionados